Renovando-se, Sem categoria

Libertando-se da prisão…

rope-2322853_1920

Quando um cliente me procura, por mais terríveis que possam ser seus males, sei que, se ele estiver disposto a fazer o trabalho mental de modificar os velhos padrões, perdoar e perdoar-se, praticamente qualquer mal pode ser curado.

Trazemos padrões limitantes ao longo de toda uma jornada de vida, muitos nasceram em um lar “doente”, de relações adoecidas, e a cada ano de sua vida tiveram estes padrões de sofrimento, limitação, frustração sendo alimentados em seu inconsciente.

Já ouvi de muitas pessoas a afirmação de que para elas nada dava certo mesmo, ou ainda pessoas que simplesmente não imaginam como seria ter um novo padrão de pensamento e comportamento, que consequentemente lhes traria também novas experiências de vida.

Um primeiro passo importante é encontrar qual a crença limitadora, qual  o pensamento que você carrega inconscientemente, que tem trazido a auto sabotagem, e esta auto sabotagem faz com que você acredite que mereça algo, mas aja como quem não merece, ou ainda você acha que é sim capaz de realizar algo extraordinário, mas quando se percebe esta agindo de maneira a impedir que isto aconteça, e sim, é inconsciente.

O ato de perdoar…………….se

    Outro dia publiquei um vídeo a respeito do círculo do perdão, trata-se de um exercício que mudou minha vida e relacionamento com as pessoas, havia em minha vida um padrão de não conseguir perdoar, muitas coisas me marcaram ao longo da vida, que fizeram com que todo aquele amor que um dia talvez tivesse sentido escoasse como água do meu coração. Não precisava muito para eu “pegar raiva”, ou ainda simplesmente ignorar a existência do indivíduo, descobri através de um processo terapêutico, que trazia comigo a crença limitante de que “Se você perdoar, dará chance para fazer de novo, quem perdoa é fraco”.

Este padrão me afastou de muitas pessoas, acredito que toda ação tem uma intenção positiva para quem o pratica, e creio que proteção era a minha, não queria sofrer decepções novamente. Mas com isto entrava em um campo muito perigoso, que é o da generalização.

  • Quem disse que todas as pessoas irão aprontar com você?
  • Quem disse que perdoar é para fracos? Tem absoluta certeza disto?
  • Tem certeza absoluta que esta realmente afetando ao outro com sua falta de perdão?

Estas foram algumas das perguntas que aprendi a me fazer, aos poucos fui percebendo a verdade daquela frase popular que diz: “Mágoa é um veneno que você toma todos os dias um pouco, tendo certeza que está matando o outro.” Precisei me revirar do avesso, se foi fácil? Claro que não, e no início nem sabia por onde começar.

Foi quando criei o círculo do perdão, me comprometi comigo mesma de procurar uma pessoa com quem estivesse muito triste, e perdoá-la, claro que não sabia qual seria a reação, mas naquele momento estava preocupada em tirar de minhas costas o fardo que carregava, perdoar uma pessoa já aliviaria, e foi surpreendente, a partir daquela experiência outras pessoas foram vindo, e ficou mais simples a cada uma, pois eu já havia degustado a satisfação de ser mais livre.

Posso afirmar que: “Eu me tirei da prisão.”

E uma a uma todas as crenças que me limitavam foram sendo substituídas por crenças fortalecedoras, entendi que perdoar é para pessoas fortes, e que isto não me obriga e nem sentencia a conviver plenamente com a pessoa, mas me liberta, permitindo que eu siga com leveza, quanto ao outro, não posso me responsabilizar por outra pessoa que não seja eu mesma, o que tenho a capacidade de fazer é aliviar meu caminho permitindo ao outro que faça o mesmo se assim achar melhor.

Seja qual for a crença que te limita, ela pode ser alterada, vou confessar que hoje tenho mais fé em Deus que antes, depois que conheci a capacidade do inconsciente humano em trazer novos recursos, percebi que  Deus é ainda mais magnífico do que eu em minha pequenez imaginava.

Olhe para dentro de si………… o que esta te limitando?

Posso te ajudar…………. vem conversar comigo.

Grande abraço, Mari

 

Dicas da Mari, Motivação

Congruência e realização pessoal

woman-865021_640Congruência: Conformidade, Concordância, Harmonia

Vivemos tempos de grande consumismo, estava outro dia observando os programas de televisão, num contexto quase que geral o intuito é vender, te fazer consumir algo, que você acha que precisa, por um preço que você acaba achando justo, para uma finalidade que talvez você considere que seja importante.

De geração em geração nascemos e crescemos repletos de vontades e desejos que nem sabemos ao certo de onde vem, sendo programados desde o ventre materno para consumir, adquirir, ter, obter, mostrar. Nesta avalanche de informações, estamos como que em um super mercado repleto de muitas coisas lindas, embalagens atrativas, aromas irresistíveis, texturas, tendências, que causam em nosso emocional um impacto certeiro, “eu preciso disto, quero aquilo, vou ter”.

Na ansiedade de obter, nossa sociedade está programada de certa maneira para viver  constante incongruência em sua jornada. No âmbito profissional, vê-se obrigado a buscar uma formação rentável, um título que lhe garanta o status, antes mesmo de saber o que gostam de fazer ou testar suas aptidões, observo jovens buscando nos informativos da internet qual a profissão em alta, e qual valor de renda que é possível alcançar com tal formação, deixando de lado tantas observações importantes que fariam diferença para uma escolha assertiva.

Por outro lado na vida pessoal, relacionamentos, etc… muitas vezes nos prendemos a padrões do tipo “o que os outros irão pensar?”, “sem esta pessoa não sei viver”, “e se eu perder?”, criando neste caso também uma rede de relacionamentos desgastantes e sabotadores, que podem levar o emocional a uma séria crise. Muitos estão frustrados, vivendo relações doentias, em que não gostariam mais de estar, não se permitindo uma mudança.

O índice de stress no trabalho é altíssimo, segundo estudo realizado pela Universidade de Harvard, revelou que trabalhar em ambientes estressantes e sob muita tensão pode aumentar em 70% o risco de um infarto e em 40% de outro evento cardiovascular. Ou seja muitos indivíduos trabalham somente pela renda financeira proporcionada pelo trabalho que realizam. Trazendo para a vida pessoal,

Seja em qual for a área em que você não esteja sendo congruente, posso afirmar que o preço tem sido caro demais para valer a pena pagar, queremos e merecemos ser felizes, completos, realizados, mas por onde começar?

Seguem 5 dicas preciosas:

  1. Conheça suas habilidades, capacidades, talentos –  Realize testes vocacionais , neste link você encontrará um teste rápido e gratuito, que já lhe mostrará habilidades, pontos fortes e limitações, o que ajudará você a reconhecer a carreira que melhor se adapta ao seu perfil (independente da idade, nunca é tarde para recomeçar), também ajudará na analise sobre sua vida, afinal será que você se conhece?
  2. Faça uma lista positiva – Isto mesmo, uma lista de tudo que você gosta de fazer, o que te faz feliz, que te deixa leve e bem, algo muito importante para ser avaliado quando buscamos a congruência, a harmonia, é entender o que temos feito por nós que esta de acordo com nosso interior, o que nos deixa bem? Lembre-se temos valores essenciais que se não considerarmos em nossas escolhas, corremos o risco de perder a nossa harmonia emocional.
  3. Faça a lista negativa – O que você tem feito, que vai contra o seu querer e o seu sentir? Sabe quando fazemos uma coisa, pensando em fazer outra, e sentindo outra? Isto é incongruência, é como se sua mente fosse para um lado, seu corpo para outro e seu coração para outro. Esta lista é um sinal claro de alerta, ou seja, coisas que devem ser deixadas, ou replanejadas. A incongruência traz desânimo, insatisfação, frustração, e o famoso fazer por obrigação.
  4. Baseado nas duas listas anteriores e no tópico 1, pondere qual  novo direcionamento você poderia dar para sua carreira, relacionamentos, estudos enfim, o que precisa ser mudado ou ainda acrescentado, para que você sinta-se em harmonia e com coerência entre seu sentir, querer e realizar.
  5. Respire profundamente, acalme sua mente e coração, conecte-se com sua fé e pense em uma nova estratégia, sem pressa, aos poucos, coloque no papel a meta que deseja alcançar neste aspecto, e sobre tudo seja fiel a você, comprometa-se com o resultado.

Cuidando da harmonia do seu ser, você estará mais conectado consigo, com sua fé, com seus objetivos e será mais feliz. Será congruente.

“A harmonia é o ponto mais alto da paz.” (anônimo)

Grande abraço,

Mari,

 

 

 

 

Renovando-se

Como estão suas raízes?

 

epipremnum-aureum-2795932_1280

Vivenciei neste final de semana algo maravilhoso, digo até que regenerador rsrs, sim isto mesmo, me sinto regenerada de coração, alma e mente.

Somos em 3 filhos, Eu, Rodrigo e minha irmã caçula a Pricila, tivemos uma infância e adolescência repleta de alegrias, eramos de família humilde, mas foi muito divertido crescer em nossa casa, tínhamos o hábito de separar os programas de tv por “proprietários”, então como eu era a mais velha ficava sempre com a novela das 21h, o Rodrigo com a novela das 19h e a Pricila com a novela das 18h, sim meus amigos, cada um era dono da sua novela rsrsr, ou seja os demais, naquele período da programação, só podiam assistir calados, não poderiam por exemplo comentar sobre os personagens, cantar a música da abertura e nem mesmo os comerciais rsrs, era muiiiito engraçado, e também uma tortura e claro resultava em brigas, e minha mãe levantava os 3 na chinelada kkk.

Lembro das tardes quando eu estava na quinta série, vinha correndo para casa, porque quando chegava lá o Digão e a Pipoca (apelidos carinhosos), estavam me esperando com os demais amigos, para brincarmos de Changeman ou Jaspion, cada um de nós já era fixo um personagem e a luta começava, a criatividade era enorme, lutávamos com monstros das galáxias, a minha bicicleta Berlineta era uma espaçonave e por incrível que pareça as vezes cabia quase todos nela.

Entre choros e arranhões, riamos até não aguentar, ou dar outra briga e minha mãe gritar: – Pra dentro todo mundo, está na hora do banho!

Meu pai era rígido, vigilante, trabalhava a noite, então quando estava em casa Tv bida até tarde era proibido, mas quem disse que agente simplesmente ia dormir, deixávamos bem baixinho o volume da bendita televisão colorida recém adquirida na Arapuã, mas como não era possível sossegar, a risada era inevitável, ou ainda um: – Para guria, você ta me irritando! Ou ainda: – Cala boca piá chato!, pouco tempo já se ouvia um berro do meu pai mandando desligar antes que ele viesse com a cinta. Tv desligada e muito resmungo de um com o outro que dormia no beliche de cima.

Ah quanta saudade, o tempo passou, os pais se separaram, a vida tomou outros rumos, chegou a juventude e precisamos trabalhar, correr pela vida, e o tempo continuava passando, todos construímos nossas histórias, mas algo que as lutas nos roubaram foi aquele tempo gostoso na casa da mãe, onde estando juntos o relógio parava, era só felicidade.

Como a vida de todo adulto, trabalho, família e estudos, então nos encontrar os três naquele lindo endereço tornou-se cada vez mais complicado. Até que após uma conversa tivemos uma idéia: – “Eiii vamos posar todos na casa da mãe?”, assistir filmes, fazer um lanche gostoso, sem nossos cônjuges, sem filhos, só nós e ela.

Nos programamos com as famílias, e ontem foi o grande dia!!!!casa mae

Foi muiiiito legal, divertido e emocionante, foi como entrar no túnel do tempo, colchões jogados no chão, filme de terror, comédia, batata frita, refrigerante, cházinho, e muito amor envolvido, não imaginei que seria tão curativo, maravilhoso reencontrar com esta nossa essência. Chamamos de “O dia do reencontro”, o mais significativo para mim, foi que não esperamos alguém adoecer,  ela ficar bem idosa, para posar com a mãe para cuidar dela, ou de um de nós precisar de cuidados, escolhemos fazer este encontro com todos bem para curtir o que por anos nos privamos pela correria da vida.

Agradecimento especial a Deus que nos permitiu viver um momento de tanta felicidade, para cunhada, cunhado, meu marido e nossos filhos,  que com amor e compreensão nos proporcionaram este momento, à minha mãe, que tinha o mais lindo brilho no olhar que vi em anos.

Uma dica para você, reserve um tempo, reencontre uma parte da sua vida que precise ser resgatada, todos temos raízes profundas, as vezes esquecemos delas. Como estão as suas?

Com muito carinho…

Abraço, Mari.

Meu trabalho

Minha vida & os trabalhos que amo…..

girl-925410_1920

Muitos me perguntam sobre os trabalhos que realizo, e dizem: Nossa você não decide o que quer fazer!! Então resolvi escrever aqui um pouco sobre a história da minha vida profissional!

Há 22 anos atrás eu era uma garota que havia deixado de lado o sonho de estudar para ser mãe, fui mãe solteira muito cedo, em um tempo em que além da intolerância que sofri, a condição financeira não era muito favorável, os pais separados, então tive que optar, criar aquela criança linda ou estudar, resposta obvia decidi batalhar e batalhar. Quando “dei um tempo nos estudos”, eu tinha o ensino médio completo, o sonho da faculdade de Química ficou de lado.

IMG_20140812_113802

Comecei a trabalhar de tudo que podia, caixa de mercado, escritório, farmácia de manipulação, vendedora, e assim a vida seguia, me sentia satisfeita com o fato de me sustentar, afinal, grandes sonhos não tinha mais naquele momento, o objetivo era algo imediato, me sustentar e sustentar minha filhota.

O tempo passou e uns 5 anos depois, iniciei um curso de cabeleireiro no Senac , não foram tempos fáceis, eu sempre gostei da área da beleza, mais especificamente, cabelo e maquiagem, porém, precisei trancar a matrícula, pois não tinha como comprar a lista de materiais, foi frustrante, mas não desisti, um ano depois consegui iniciar meu curso, e lá veio mais uma batalha, afinal, trabalhava o dia todo nas lojas americanas como caixa, e a noite me dirigia para o Senac para realizar o curso, na época foram quase 8 meses, todos os dias, mal via minha família durante a semana. Mas ali começou a melhorar minha vida, com muita coragem iniciei um pequeno salão, na época o Tesoura de Marfim, e descobri um talento para lidar com pessoas, as clientes me procuravam para cuidar dos seus cabelos e do emocional, pois como vocês já devem saber, cabeleireira é “meio psicologa” rsrsrs……

Com o tempo fui me especializando, e então iniciei também o trabalho como maquiadora, foi muito interessante aliar as duas áreas, pois além de aumentar minha renda, eu sentia imensa satisfação em maquiar minhas clientes e deixá-las lindas e lindas. Fiz muitas coisas, trabalhei em televisão, produtora de vídeo, salões, fui Regional Master Trainner de uma marca internacional, e até hoje a maravilhosa área da beleza me traz alegria. Ainda hoje mantenho um pequeno Ateliê atender minhas clientes.

 

 

IMG_20151025_152337

Então, esta história poderia ter parado por aí, mas havia em meu coração um sonho de estudar, sempre fui estudiosa, e não era esforço para mim passar horas e horas fazendo um trabalho, havia uma grande frustração e sensação de: “E o que mais?”, foi quando em 2006 comecei a ficar doente, sofri por 5 anos com hipertiroidismo crônico, o que me limitou, e em determinado período me fez pensar que não sobreviveria para contar esta história, em 2011, após uma grande e difícil jornada, passei por uma cirurgia de tireoidectomia total, que agravou e me deixou entre a vida e a morte na uti, foram dias difíceis, mas de um aprendizado sem igual para o resto da minha vida. Quase morri, e não havia realizado meus maiores sonhos.

Saí do hospital em Junho e no mês de Agosto já me matriculei no curso Técnico em Química Industrial, foi incrível, estava com 35 anos e reiniciava ali a minha história com os estudos, lembro de chorar naquele dia. Com muita coragem e uma boa dose de medo, após um ano de curso, comecei a trabalhar como estagiária em um laboratório, estudava a noite e atendia no salão aos sábados e domingos, mas estava feliz da vida! Neste laboratório passei por área técnica, qualidade, comercial e quando saí de lá estava com uma baita experiência. Além do coração alegre por realizar mais um desejo, trabalhar com química.FB_IMG_1428896647227

Ah o tempo, ele não me deixou parar nunca, decidi continuar, cursos e mais cursos, mas ainda não estava satisfeita, faltava uma graduação, não quero com isto colocar aqui que graduação seja quesito fundamental para o sucesso, absolutamente NÃO, mas eu  Mari, tinha este sonho, este desejo. Concluí a faculdade de Gestão de Recursos Humanos,  escolhi este curso, pois havia decidido aprofundar meus conhecimento em pessoas.

Maravilhosamente perfeita a vida me levou para a sala de aula, e descobri outra paixão, ensinar e aprender, SIM! Todos os dias, com cada aluno, com cada colega professor, uns me mostram o quanto já aprendi, outros o quanto ainda preciso aprender, e assim gira a roda do conhecimento. Ao longo dos anos, meu trabalho me ensinou a ser capaz de ouvir, de compreender o outro, e despertou em mim resiliência, que me ajudou a vencer todos os obstáculos e chegar até aqui. Hoje estou cursando a segunda fase de uma Pós Graduação em Neuroaprendizagem avançada, estou finalizando a formação em Psicoterapia Holística e Coaching, mas nada disto fará sentido se ficar somente comigo este conhecimento,

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

(Fotos de sala de aula e treinamentos)

Que você, independente de idade, condição social ou financeira, acredite em seu coração, que é capaz de chegar onde quiser, como quiser e quando quiser, existe uma chama aí dentro, que talvez esteja meio apagada, mas lembre que o oxigênio ajuda o fogo a aumentar, então respira fundo e ascende seu sonho, trabalhe no que for preciso, pague seus cursos, fique noites sem dormir se precisar, existe uma frase do Bernardinho que gosto de citar em sala de aula, diz assim: – Levamos as pessoas a fazerem o que não querem, para chegar onde querem! Não gostei de ser caixa,  não amei ser balconista, mas sou extremamente grata, pois foi fazendo o que não queria, que hoje posso escolher fazer o que quero.

Você é capaz e merece, pare de culpar a vida, ou a “pobreza”, existe algo, um talento, uma habilidade sua, tão sua que quando chegar até você, lhe tratá abundância, felicidade e especialmente realização! Sem medo, siga o coração, seja confiante e acima de tudo lembre, NINGUÉM FARÁ A SUA PARTE POR VOCÊ!!!!! Risque o mimimi da sua vida.

balloon-1373161_640

Vamos juntos levar nossos sonhos para voar! Abraço, Mari

logo_horizontal

 

 

Motivação

Faça o que ama e irradie felicidade.

emotions-2691898_640

Hoje precisei ir a um órgão público expedir um documento, quero compartilhar a angustiante experiência de ser atendido por alguém que notoriamente detesta o que faz, chegando ao local, dois rapazes conversavam na mesa de atendimento (eram funcionários), me olharam de cima abaixo, assim como quem quer dizer: Oi? Perdeu algo aqui? Citei o documento que fui fazer 2 via, me pediram para aguardar, e aguardei, aguardei, no local não havia água disponível, ambiente sujo, e atendimento moroso, mas isto é o que já estamos acostumados, no que se refere ao atendimento que o estado oferece.

Após um bom tempo, adentrei a sala onde um senhor carrancudo olhou para mim, ergueu a sobrancelha e moveu ligeiramente a cabeça para o lado, com menção a que eu me sentasse, e foi o que fiz, já meio séria também, pois o outro atendente que estava ao lado dele também irradiava a mesma simpatia e “expressão branda”, após um breve silêncio ele me disse, foto…… fiquei pensativa, ele novamente moveu ligeiramente a cabeça, me direcionando para a câmera ao lado, moveu a mão me direcionando mais para trás, e para o lado (nem uma palavra), após estendeu as mãos em uma clara indicação de que queria as minhas, estendi meio ressabiada, então ele tirou minhas digitais, olhando para a tela o tempo todo, as vezes voltava um olhar rápido para mim, mas conseguia manter a face já idosa sem mover um músculo, me entregou o protocolo, dei tchau ele balançou a cabeça.

Enquanto isto na mesa ao lado, o outro atendente (também avançado em anos), com grande irritação grita para o rapaz da recepção: – Mais um? Já são 16:15h, fechamos as 17h e vocês fazendo encaixe!!!! Vou ter que reclamar, está um abuso……..

Confesso que em um primeiro momento saí dali irritada, carregando metade do prédio nas costas, tamanha energia “das boas” emanava no ambiente, porém, após umas respirações mais profundas, refleti, o quão desagradável é a vida daqueles dois senhores, concursados, certamente de uma vida inteira, sem perspectivas de mudanças, dia após dia atendendo uma população exausta, cheia de problemas. Você vai me dizer: Mari isto não justifica! De fato, mas explica, salário, estabilidade, um horário atrativo, afinal  as 16:15h o cidadão já estava bravo com receio de atrasar sua saída das 17h (ótimo horário para finalizar expediente), mas a que preço? Certamente ao custo de todos os sorrisos que ele não deu ao longo da carreira, ao custo de Omeprazol, talvez Rivotril e muita “Neosa”, para dar conta das dores de cabeça.

Tudo isto pela péssima escolha de um emprego que não o faz feliz, conheci uma mulher que até a sua aposentadoria,  mesmo seu trabalho sendo árduo e não lhe rendendo financeiramente o ideal para uma vida com o conforto merecido, todos os dias sorridente levantava-se cedo para ir ao trabalho, sempre sempre sorrindo, adoeceu quando parou de trabalhar.

smiley-1041796_640

Qual a diferença? Fazer o que se ama! Vamos lembrar da frase de Confúcio “Escolha um trabalho que ame, e não trabalharás nem um dia da sua vida”.

Se você neste momento percebe através de  seu corpo, sua mente e seu coração, que não está vivendo o que gostaria, não tem sido feliz com o trabalho que escolheu, ainda há tempo para mudanças significativas na sua qualidade de vida. Opte pela mudança, procure por cursos profissionalizantes, Senac, Senai, e muitas outras escolas de referência no país, oferecem cursos de formação profissionalizante rápida, e muitas vezes gratuita, o  que já lhe proporcionará colocação em outro mercado.

Simplesmente PARE! Saia da posição de observador da felicidade alheia, ainda há tempo para mudanças. De forma gradativa, afinal você pode ir aos poucos, nada precisa ser de um dia para o outro. Apenas MUDE, dê a si mesmo a oportunidade de realizar-se. Quando tomamos coragem de mudar nossa realidade, esta atitude reverbera em todo nosso derredor, pois as pessoas que passarem por nós em nossos trabalhos, nossos amigos, familiares,  terão a satisfação de um bom dia, de um sorriso, de um olhar cordial, e é exatamente do que o mundo precisa,  a sua frustração irá irradiar, mas a sua felicidade também. Da porta desta prisão só você tem a chave, liberte-se.

Você é o protagonista da sua própria história e ainda há tempo de reescrever novos capítulos.

Siga transformando-se…………. e seja feliz. Porque você merece.

Abraço, Mari

logo_horizontal

Dicas da Mari

Simples detalhes….

dew-drop-1752801_640

Hoje quando cheguei da aula meus filhos me apresentaram esta linda música, com uma letra tão viva que quando ouvi saí lalalala pela casa junto com eles, rimos, balançamos, mas me levou também a uma importante reflexão, o quanto você tem se jogado na vida???

Tem comemorado aquele lindo sol que te espera lá fora? Quando é claro ele não dá espaço para a linda chuva, que rega nosso solo, e traz a água que tanto necessitamos! Já parou para olhar para o nada e contemplar uma borboleta pousando suavemente sobre a relva? E aquele João de Barro, cisco a cisco criando sua casa, para ali viver um amor para sempre com sua Joana?

São tão singelos detalhes, e o olhar do filho? E o abraço do irmão? E a gargalhada com a amiga(o)?

Gostei da música, do encontro, dos abraços e gargalhadas que me fez lembrar!

Delícia são estes pequenos detalhes. Todo dia é dia de comemorar! As bobeiras da vida, as gargalhadas frouxas….

Recomendo!

Abraço, Mari

logo_horizontal