Meu trabalho, Renovando-se

PNL, O que é? Como funciona? E como esta maravilhosa neurociência pode melhorar sua qualidade de vida!

question-2519654_1280

Na década de 1970 na Califórnia, Richard Bandler e Jonh Grinder criaram a Programação Neurolinguística –  PNL,  afirmando existir uma conexão entre os processos neurológicos (neuro) , a linguagem (linguística ) e os padrões comportamentais aprendidos através da experiência ( programação ), e que estes podem ser alterados para alcançar informações específicas e metas na vida.  Através da metodologia de PNL pode-se  “modelar” as habilidades de pessoas excepcionais, permitindo que alguém adquira essas habilidades. É possível afirmar também que, muitas vezes em uma única sessão, a PNL pode tratar problemas como fobias, depressão, distúrbios emocionais e distúrbios de aprendizagem, problemas com autoimagem e autoestima.

A PNL permite compreender melhor nosso funcionamento interno, identificar nossos modelos mentais, para que possamos questioná-los, refletir sobre os mesmos e se é preciso resignificá-los.

Esse aspecto é que influenciou o surgimento do nome “programação”, pois a PNL sugere que a partir das nossas histórias, experiências, valores, somos programados a ter determinadas crenças e modelos mentais que impactam diretamente o nosso comportamento. Da mesma forma, que a partir de técnicas e ferramentas podemos “reprogramar” a nossa estrutura interna com foco nos resultados que queremos alcançar.

Se pararmos para refletir, todos nós temos histórias de vida, interesses, valores, crenças e motivações completamente diferentes, o que faz com que tenhamos percepções do mundo diferentes. Isso faz com que pessoas vejam as situações de formas distintas e, consequentemente, também reajam de outras maneiras, o que pode interferir diretamente no relacionamento interpessoal.

A realidade externa de um evento é igual para todos, e recebemos as  informações através dos nossos canais sensoriais (NEURO), que passam por filtros (PROGRAMAÇÃO) e formam uma representação interna para a pessoa. Essa representação interna gera um estado na pessoa, ou seja, leva a diferentes emoções que acabam interferindo na fisiologia e também nos comportamentos, nas ações dessa pessoa, tanto aspecto verbal quanto não verbal (LINGUISTICA). O que afeta diretamente a forma de se relacionar com o mundo ao redor.

Algumas das leis da neurociência:

  • As pessoas respondem às suas percepções de realidade.
    Toda pessoa tem seu próprio mapa de mundo. Nenhum mapa de alguém é mais “real” ou “verdadeiro” que o mapa de outros.
  •  O significado da minha comunicação é a resposta que ela elicia em alguém, independente da minha intenção.
  •  Os mapas mentais mais efetivos e ecológicos são aqueles que dispõem de um número amplo e rico de escolhas, em oposição a ser o mais “real” ou “exato”.
  •  Todos nós possuímos (ou potencialmente possuímos) todos os recursos que necessitamos para agir eficazmente.
  •  As pessoas fazem as melhores escolhas dadas a possibilidades e capacidades que são percebidas como disponíveis a partir de seu próprio modelo de mundo.
    Qualquer comportamento por mais louco, diabólico ou bizarro que pareça, é a melhor escolha disponível para a pessoa em dado momento, de acordo com seu modelo de mundo, se lhe fosse dada uma escolha mais apropriada (dentro do contexto de próprio modelo de mundo) ela automaticamente o escolheria.
  •  A mudança é resultante da ampliação ou enriquecimento do mapa de mundo de uma pessoa pela utilização de um recurso apropriado, ou ativação de um recurso potencial, para um contexto particular. Se não possuímos um recurso podemos modelar, desenvolver o mesmo.

PNL – Filtros

Resultado de imagem para filtros pnl

A realidade externa é nada mais que o resultado de sua percepção de mundo através dos filtros da comunicação, quando vemos, ouvimos ou sentimos, somos levados a lembranças, emoções e sensações inconscientes, criados por padrões pré definidos por todas as nossas vivências anteriores, criação, pessoas com quem convivi, experiências traumáticas e etc.. isto independente de ter memória ativa ou não, muitas vezes temos conceitos formados a respeito de algo que nem mesmo sabemos porque, são “padrões de pensamento e comportamento” que trazemos da vida afora.

Porém também é possível uma reprogramação destes padrões, com a PNL podemos resignificar acontecimentos, com técnicas como Reimprint, linha do tempo, psicogeografias, quebra de crenças, trazemos a luz recursos que pensávamos serem inexistentes em nós, mas que apenas estavam em “desuso”, ou ainda que não sabíamos que é possível modelar.

Em consultório as sessões duram em média 50 minutos, e podemos ter resultados impressionantes já a partir da primeira sessão, importante dizer que não se trata de milagre, mas sim é válido colocar que precisa haver um querer genuíno de mudar padrões que já não servem mais.

Indico sempre um número mínimo de 5 sessões, tendo em vista que o processo todo de reprogramação mental é trabalhado de maneira estruturada para que o resultado seja efetivo. Como facilitadora do processo incluo nas minhas sessões técnicas como metamodelo de linguagem (perguntas poderosas) levando meu cliente a identificar as respostas que estão internas mas que muitas vezes não são acessadas sem este direcionamento.

“A pergunta certa é geralmente mais importante do que a resposta certa à pergunta errada”. Alvin Toffler

Sou programadora neurolinguística – Master Trainer em Programação Neurolinguística, pratico valores acessíveis pois acredito na missão de minha vida de ajudar na transformação de outras pessoas da mesma maneira que alcancei na minha uma incrível mudança de padrões de pensamento e comportamento.

Estou a disposição em casos de dúvidas, venha para uma sessão espetacular, mude seus padrões mentais e viva aquilo que sempre desejou.

WhatsApp 41 -99525 5902

Abraço perfumado, Mari Santana

 

palavras