Covid-19 – Então o mundo parou.

Nossos ouvidos se tornaram mais atentos, uma notícia ainda um pouco tímida, começava a abalar nosso dia a dia de forma nunca imaginada. As notícias sobre o sofrimento do povo chinês estavam circulando, um vírus novo e perigoso estava adoecendo e matando pessoas.

26/02/20 Ministério de Saúde confirma o primeiro caso de corona vírus no Brasil. Um homem de 61 anos, morador de São Paulo que esteve na Itália entre 9 e 21 de Fevereiro. Neste momento ainda não tínhamos ideia do quanto esta notícia iria mexer com nossa rotina, emocional e financeiro.

Os dia foram passando e muitos ainda não haviam compreendido, como isto iria alterar nosso momento atual. Notícias de vários países, diversos casos, a cada dia um aumento assustador, então a Itália se torna o centro dos olhos do mundo, a cada dia multiplicavam-se os casos e as mortes, ainda mais do que na China onde tudo se iniciou.

Porém aos poucos tudo começa e ficar assustador.

Um ordem de recolher-se ao lar começa apavorar a todos. Mercados lotados, farmácias, uma corrida para abastecer a dispensa. Medo, um medo gigantesco começa a tomar conta da sociedade. Estamos vivendo momentos jamais imaginados há 15 dias atrás.

  • Medo de perder o emprego,
  • Medo de passar fome,
  • Medo de morrer,
  • Medo do desconhecido,
  • Medo… Medo.

Pensamento positivo nem sei o que é mais… (disse uma amiga)

Primeiro, nunca vivenciamos um momento mundial como este, ver potências como Estados Unidos, Alemanha e outros fechando suas fronteiras realmente traz a sensação de final dos tempos. Ficar trancafiado dentro de casa com medo até de tocar em um ente querido também traz a mesma sensação.

Porém, o mundo não irá acabar e se tomarmos os devidos cuidados, em breve estaremos com nossas rotineiras vidas de trabalho, casa, estudo, viagens retomada.

O principal neste momento é o que fazer com o que temos agora! Tenho recebido muitos relatos de pacientes que estão ansiosos, nervosos, familiares brigando dentro de casa, e realmente o convívio mais próximo também trará à luz dores antigas, ressentimentos, preocupações, e um certo humor canino, se não cuidarmos dali a pouco teremos muitos casos de agressões, feminicídios, suicídios e aí nosso problema será maior do que imaginávamos no começo desta história.

A primeira atitude sensata a se tomar é ter CALMA, RESPIRAR, PARAR UM POUCO.

Nunca ouvi dizer que algo fosse resolvido em meio a desespero, ao contrário, por experiência digo que todas as vezes em que me desesperei entrei em um problema maior.

Dia 18/03/20 decidi que não atenderia presencialmente neste momento, alguns pacientes assustados não queriam comparecer ao atendimento, outros tantos ainda não se davam conta do tamanho da gigantesca onda que viria a nos assolar, me senti perdida, por uns instantes parei e chorei, chorei por tantas coisas lindas que vinhamos realizando em consultório e que por um tempo não seria possível, chorei por cada paciente depressivo que esperam ansiosamente o momento de chegar a consulta e rir comigo, sim minhas consultas são compostas de muito sorriso.

Chorei por que tenho uma filha e um genro em outro país, chorei por ter que trancar minha mãe em casa e por dias não poderei abraçar e nem beijar, pensar que quando estava tudo bem trabalhei tanto que não tinha tempo, agora temos tempo e não podemos visitar ninguém.

Não tenho a pretensão de dizer que não chorei mais, seria mentira, chorei ao receber a notícia que a mãe de uma amiga que amo esta infectada e na UTI, chorei com uma cliente que me ligou falando suas angústias. E com minha filha do outro lado da tela do meu celular, as distâncias agora são mais descomunais que nunca.

Em meio a tudo isso, como um raio de esperança ouço do meu filho de 17 anos dizer: Vai dar tudo certo mãe, Deus é fiel.

E de fato assim creio, depois de tudo isso estaremos no mínimo mais higiênicos rsrs afinal nunca se tomou tanto banho ou se lavou tanto as mãos e braços, mas brincadeiras a parte, precisamos agora do nosso melhor, do guerreiro interior que tem dentro de cada nós, da força interna que fez nossos antepassados passarem por momentos ainda mais difíceis e desoladores e ainda assim deixarem para nós humanos um legado de vitórias.

Agora é momento de sossegarmos o coração, a nossa preocupação excessiva ou pânico de fato agora será desfavorável.

Aproveite para colocar em dia os estudos, ler um livro, arrumar a sua casa, até brinquei ontem mesmo que fazia tempo que eu não dedicava tanto tempo para a organização de coisas tão simples, até um bolo (feio mas gostoso) tive como fazer.

Ore, use sua fé e aqui não me interessa qual seja ela, porque é sua, use-a, este é o momento, seja estratégico(a), comece a pensar em alguns planos B, é possível que você precise. Eu já ampliei a agenda online e terei que adaptar meus pacientes para esta nova realidade. Realmente o mundo estará mudando, e nós consequentemente também. Precisamos também ter a clareza de que agora nossa questão é saúde pública. O mundo parou para que possamos sobreviver ao vírus.

Outra lição importante, quantos de nós sequer conseguem ficar dentro de casa? Ontem vi pessoas que saíram de carro só pra dar uma volta, outros foram caminhar na rua só para não ficar em casa, e tem até aqueles que literalmente não estão ficando em casa. Salvo por questões de trabalho ou emergenciais, este é momento de ficar em CASA. Mas que agonia é esta que nos impede de estar entre os nossos? Que desassossego é esse que nos impede de deitar em uma tarde de quarentena e assistir um filme ou dormir?

Ainda que o mundo lá fora esteja esta loucura, aqui dentro de casa e dentro de nós precisamos sossegar. O mundo não vai parar, só nossa vida parou um pouquinho, para que talvez tenhamos tempo de olhar para o que há muito não olhávamos, e talvez este lugar seja PRA DENTRO DE SI.

Mergulhe para dentro de você!

  • Meditação
  • Ouvir músicas de relaxamento
  • Ler um livro
  • Assistir um bom filme
  • Contar piadas
  • Jogos de tabuleiro em família
  • Fazer uma receita gostosa
  • Voltar a bordar

São muitas as possibilidades, ficar em frente a tv ou celular o dia todo vendo notícias ruins de forma alguma ajudará. Nosso pensamento é poderoso e 5 minutos pensando em coisas ruins derruba a imunidade por 6 horas, 5 minutos de pensamentos positivos aumentará em 6 horas a imunidade, ou seja nós temos escolha, cultive bons pensamentos, e tudo isso passará mais rápido.

Nada fará mais diferença neste momento que o genuíno amor de uns pelos outros, seja solidário, amoroso, gentil, com os seus principalmente. É momento de união, se alguém se exaltar, silencie, talvez para esta pessoa esteja mais difícil do que para você, e se você em algum momento se angustiar, chore, se quiser esbravejar, vá para seu quarto feche a porta e faça isso, se coisas boas passam, coisas ruins passam também. O sol sempre brilha após a tempestade. Este momento não escolheu ricos ou pobres, poderosos e humildes, todos estamos no mesmo barco, não há dinheiro ou status que altere este quadro.

O que fará a diferença é a escolha de se cuidar, se acalmar e confiar, tudo isso passará………

Siga na fé e Transformando-se.

Com afeto Mari Santana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: